Início > Evangelizar > Dez acusações: Oração e Introdução

Dez acusações: Oração e Introdução

 

Continue vendo esta serie de neste canal:

http://www.youtube.com/user/IPCA2011?blend=4&ob=5#p/u/0/680U5IoBDfw

 

Dez acusações contra a igreja moderna

Por Paul Washer

Oração
. . Vamos ao Senhor em oração.
. . Pai, eu venho até Ti no nome do Teu Filho, Jesus Cristo. Senhor, Tu sabes todas as coisas. Elas estão, diante de Ti, como um livro aberto. Quem consegue esconder seu coração de Tua presença e de Teu olho? As obras mais espertas dos homens estão expostas à Tua frente. Tua onisciência não conhece limites. E se não fosse pela graça, eu seria, de todos os homens, o mais apavorado, mas há graça, abundante e gloriosa, derramada sobre o mais fraco dos homens e abundando para a Tua glória. Pai, eu te louvo e adoro e agradeço por tudo que Tu és e tudo o que Tu tens feito. E não há ninguém como Tu, nos céus ou na terra ou debaixo da terra. Tu és Rei e não há nenhum outro. Tu és Salvador e não compartilhas essa glória com nenhum outro.
. . Pai, nesta noite, Tu me conheces e sabes da minha grande necessidade de graça. Por que estou aqui a não ser que Tu chamaste o mais fraco dentre os homens, o mais desprezível dentre os irmãos e que, pela Tua graça, muitas vezes, o menor ensina o maior? Esse é sempre o meu caso. E eu te louvo. Eu te adoro.
. . Pai, ajuda-nos nesta noite. Para o vento com a eloqüência; para o inferno com o intelecto brilhante, Pai. Deixe que a verdade venha. Deixe-me ser mudado. Que o estado da Tua Igreja seja mais glorioso. Eu oro por graça sobre graça e misericórdia sobre misericórdia sobre mim mesmo e sobre os ouvintes que estão presentes aqui. Ajudem-nos, ó Deus, e nós seremos ajudados e nos gloriaremos nesta ajuda. Em nome de Jesus. Amem.

Introdução
. . É um grande privilégio estar aqui esta noite. Um espantoso privilégio estar aqui diante de vocês e falar de coisas como avivamento, reforma, o trabalho de Deus entre seu povo e entre os homens. Mas esta noite irei compartilhar com vocês uma acusação, uma acusação, mas é uma acusação de esperança.
. . Enquanto eu estava orando sobre o que eu deveria fazer nesta série de reuniões cheguei a uma grande conclusão, um grande fardo que foi colocado no meu coração. Precisamos de avivamento. Precisamos de um despertar, mas não podemos simplesmente esperar que o Espírito Santo venha e limpe toda a bagunça que fizemos. Temos uma clara direção da Palavra de Deus no que diz respeito ao que Ele tem feito através de Cristo, a como Ele espera que vivamos, a como Ele espera que ordenemos Sua Igreja. E faz pouco bem aos homens clamarem por manifestações extra-bíblicas quando princípios bíblicos são violados ao nosso redor.
. . Eu quero que você saiba disto: há pouca necessidade para o diabo e os homens maus se oporem a um homem orando por avivamento a não ser que ele também esteja trabalhando por reforma. Nós temos recebido verdade e nós não podemos simplesmente fazer o que é certo aos nossos próprios olhos e depois esperar que o Espírito Santo venha e abençoe o nosso trabalho.
. . Ao olharmos para o Antigo Testamento, vemos que Moisés recebeu muita, muita detalhada explicação sobre como construir o templo. Agora, isso foi dado para o bem de Moisés ou para o bem da Igreja? Eu acho que o que está sendo explicado aqui é que Deus é específico na sua vontade e que nós não devemos presumir que podemos pegar o menor detalhe e ignorá-lo.
. . Agora eu sei que eu sou um homem frágil e sei que sou esbofeteado por muitas fraquezas, mas tenho uma acusação e eu não posso chamar-lhe de minha acusação porque quem sou eu para acusar alguém. E eu não ouso chamar de a acusação de Deus, pois como posso presumir sobre Seu nome. Mas eu vou dizer isso: quando eu olho ao redor na igreja e a comparo com as Escrituras, eu vejo que há certas coisas que têm de mudar.
. . Eu não sou Martinho Lutero. Isto não é “95 teses pregadas na porta de Wittemberg”, mas este é um fardo em meu coração e eu devo partilhá-lo. Eu devo partilhá-lo. Agora, deixe-me dizer isto. O que eu vou dizer irá irar alguns de vocês, mas permitam-me adverti-los. Pode ser verdade que você será capaz de me acusar de arrogância. Pode ser verdade que você não goste de como eu irei falar. Tenho sido muitas vezes arrogante e tenho muitas vezes falado a verdade de uma forma errada, mas não permitam que seja uma desculpa para vocês. A questão é: o que estou dizendo é verdade, mesmo sendo entregue através de um mensageiro defeituoso, ou não?
. . Outros se alegrarão no que vocês estão ouvindo e vocês vão querer dizer, “Amém”, e talvez levantar suas armas. Mas não façam isso porque todos nós temos uma medida de culpa. E se você tiver atingido algum estado espiritual, então eu diria o que meu irmão disse: “o que você tem que não tenha recebido? E se o recebeu, por que se orgulha, como se assim não fosse?” (1 Co 4: 7) Não seria melhor adorar a Deus em humildade?
. . Se você é um jovem ministro, eu não quero que você pegue estas verdades e as leve de volta e ataque sua igreja sem amor. Eu faria uma sugestão: veja se os joelhos estão sangrando antes de começar qualquer tipo de reforma. E se você é um ministro mais velho servindo ao Senhor, por muitos, muitos anos eu te imploro para não ser arrogante. Um rei velho e tolo pode aprender com os mais fracos de seus servos. E também peço isto: tenha a coragem de mudar tudo mesmo que seja o último dia de sua vida, pelo menos você pode ir para a glória sabendo que você tentou fazer uma reforma que era bíblica.
. . E eu vou dizer isso como um aviso aos homens mais velhos. Agora, me escutem cuidadosamente. Eu conheço a exortação em 1ª Timóteo capítulo cinco sobre a forma como devo dirigir-me a vocês e então eu irei dirigir-me a vocês desta forma. Mas há um grande despertar em curso neste país e não só neste país, mas na Europa onde tenho ido e na América do Sul e em muitos outros lugares estou vendo jovens voltando para a rocha a partir da qual fomos cortados. Eles estão lendo Spurgeon e Whitefield. Eles ainda estão ouvindo Ravenhill e Martin Lloyd-Jones e Tozer e Wesley. É um grande, enorme movimento, mesmo que a mídia popular e o cristianismo de hoje ainda não tenham descoberto o que está acontecendo. Eu quero que você saiba que eu nunca teria sonhado há 15 anos que eu veria o despertar que estou vendo. E não é por causa do meu ministério. Mas eu vou para lugares diferentes e vejo o que Deus está fazendo sem nenhum dos nossos ministérios.
. . Quer sejam mil moços, na Holanda, declarando “As coisas têm que mudar”, clamando a noite toda em oração pelo poder de Deus e pela verdade da Escritura. Ou na América do Sul, reconhecendo que eles foram muito influenciados pela psicologia e todo tipo de técnicas superficiais provenientes da América no que diz respeito ao evangelismo e, agora, em lágrimas e quebrantados estão voltando e evangelizando suas igrejas. Ou as cidades do interior dos Estados Unidos onde eu tenho sentado, por vezes, até duas, três horas da manhã discutindo teologia com jovens afro-americanos da periferia, a quem Deus vai levantar para pregar mais do que ninguém nunca vai ser capaz de imaginar neste dia.
. . Há um despertar.
. . E vou dizer-lhe isto com ternura. A maioria dos homens com mais de 40 anos não tem sequer uma pista sobre isso. Muitos dos jovens que estão voltando aos velhos homens e às velhas pregações e à verdade que tem trazido despertar inúmeras vezes neste mundo, a maioria desses jovens são muito jovens. E eles vão para seus pastores, eles vão para os seus dirigentes e dizem: “Olhe para isto, o que temos descoberto. Olha o que aconteceu no País de Gales. Olha o que aconteceu na África. Olhe para este e olhe para este e olhar para este ensino. É absolutamente incrível.” E a maioria deles irá desprezá-los ou irá dizer, “Isto não é nada diferente do que eu tenho pregado em 25 anos,” quando, na verdade, é completamente diferente do que eles têm pregado em 25 anos.
. . E, portanto, temos que ter muito, muito cuidado para compreender que Deus está fazendo o trabalho. E aquele que começou boa obra, vai completá-la. (Fp 1: 16)
. . Muitas pessoas têm a idéia de que vão orar em um avivamento. E outras pessoas dizem, “Avivamento virá se você orar ou não.” Eu não estou em qualquer um desses campos. Mas eu sei disto: quando vejo os homens e as mulheres e os jovens em todo o mundo orando por um despertar, para mim isto é o primeiro fruto do avivamento. E eu posso contar com o fato de que Aquele que deu os primeiros frutos trará a colheita inteira.

. . Agora, eu quero olhar para 10 acusações, se tivermos tempo, as coisas que eu penso que temos que mudar.

 

 

Anúncios
Categorias:Evangelizar
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: